O (pouco) caso da American Airlines

Muitos meses que não escrevo aqui. Nestes últimos tempos, muita coisa aconteceu e diversas vezes passei por aqui pra tentar contar, mas os posts acabam no rascunho, porque é tanta coisa na cabeça que acabo não chegando ao final sem me distrair. Desta vez, embora seja uma situação muito chata, acho que é meu dever relatar todo o caso de forma clara aqui, que é o canal de que disponho, já que deixei tantas pessoas preocupadas sem dar o devido esclarecimento quanto ao seu desfecho. Dito isto, vamos ao caso.

Estou grávida. Quem me segue no Instagram sabe, mas nunca dei esta notícia por aqui. Depois de um início de gravidez meio conturbado, cheio de emoções e dúvidas e desesperos típicos de uma mãe de primeira viagem já conhecidamente dramática, mesmo antes da onda avassaladora do hormônios, chegamos à conclusão que seria uma boa ideia viajar pra fazer o enxoval do bebê no exterior. Concluímos isto por dois motivos: mesmo com o dólar caro, vale a pena comprar muita coisa fora ainda e, afinal, seria uma boa ideia espairecer, viajar e curtir uns momentos em família antes da chegada do bebê (que sabidamente muda muito a vida dos novos papais). Fomos então, eu, marido e minha mãe.

11705333_10204433542101897_4067736471242650970_n

Tudo ocorreu muito bem durante a viagem, a volta, entretanto, mostrou-se um desfecho extremamente estressante para uma viagem que havia sido tão especial. Nosso voo de volta estava marcado para sair às 23:54 do dia 26/07/2015. Tratava-se do voo AA229, da American Airlines, com serviço direto Miami-Salvador. Chegamos ao aeroporto pouco antes das 21h, fizemos o check-in, despachamos as malas e seguimos para o portão de embarque, que ocorreu por volta das 23h, como esperado.

A aeronave seguiu para a pista normalmente e, ao acelerar para a decolagem, abortou o voo, deixando em desespero os pouco mais de 150 passageiros. Fomos informados que a decolagem havia sido abortada por um superaquecimento em uma das turbinas. Permanecemos na pista, cercados por caminhões de bombeiros e seguranças por pouco mais de 1 hora, quando finalmente seguimos para o desembarque. Deste ponto, teve início uma verdadeira odisseia para conseguirmos retornar.

10955311_10204433541261876_2926526553100015909_n

Neste mesmo dia, fomos informados que o defeito seria resolvido e que embarcaríamos com um pouco de atraso. Depois informaram que estava chegando uma nova aeronave e que voaríamos nela. Por volta das 3:30, vimos a agente da empresa destacando cartões que soubemos depois serem vouchers de alimentação e hotel, mas estes vouchers só foram fornecidos aos passageiros por volta das 4:30 da manhã. Durante todo este período, os passageiros permaneceram sem informações e com fome, pois não havia nenhum estabelecimento aberto no aeroporto, que não opera durante a madrugada.

Fomos encaminhados para o hotel e orientados a voltar às 13h, pois o voo sairia, então, às 14:30, no dia 27/07/2015. Ao retornar no horário marcado, constava no portão que o voo sairia às 15h, mas alguns passageiros haviam trocado o cartão de embarque e, nele, constava o horário de 18h. Fomos em busca de informações mais precisas, mas não as encontramos em nenhum dos balcões da companhia. Fomos em grupo aos diversos setores em busca de algum gerente ou supervisor que pudesse nos dar uma posição mais confiável, mas os funcionários nos empurravam de setor em setor e, quando nos exaltamos um pouco mais, chegaram a chamar a polícia para nos deter.

aeroporto-miami_1544421

A polícia, até bastante compreensiva com a nossa situação, limitou-se a dizer que sua competência era restrita a questões criminais e, por nossa questão ser de caráter privado, somente nos restaria buscar algum tipo de reparação na Corte (Civil Court).

650x375_miami_1544410

Neste meio tempo, busquei diversas pessoas da companhia e informei que estava grávida e que necessitava de acomodações mais adequadas, mas eles pouco se importaram com isto.

Por volta das 16:30, conseguimos conversar com uma gerente de atendimento, que nos tranquilizou afirmando que o vôo das 18h, sim, estava confirmado e seria realizado numa aeronave que viria de New York. Chegou a imprimir um comprovante do que estava dizendo e, quando afirmamos não haver confirmação deste voo no Brasil, afirmou que esta confirmação só se dá quando o avião decola, tentou nos tranquilizar/enrolar.

Às 17:15, realmente chegou uma aeronave vindo de New York, os passageiros desembarcaram e a presença de um avião aparentemente operacional nos encheu de esperança de acabar nosso martírio. Ledo engano. Pouco depois, fomos informados que a aeronave estava em manutenção para resolver um problema no radar. O voo foi remarcado para as 19:30.

Uma grande comoção se formou no balcão e a companhia aceitou relocar alguns passageiros no outro voo 229, originalmente marcado para sair às 23:54 do dia 27/07/2015. Neste momento, fui ao balcão e falei que estava grávida, que deveria ter prioridade, mas a atendente, sem nem olhar pra mim, falou que ali não havia este tipo de prioridade. Retruquei que ali havia grávidas, idosos e deficientes, que eles deveriam ter algum tratamento prioritário, mas ela novamente falou que não havia qualquer tipo de prioridade, que eu deveria entrar na fila como todo mundo. Marido já estava na fila, mas, na sua vez, já haviam acabado as vagas disponíveis naquele voo. Tentei, então, relocação por telefone e consegui naquele mesmo voo que supostamente não tinha vagas. Pronto, resolvido, naquela noite conseguiríamos voar.

Às 18:30, afirmaram que os problemas da aeronave haviam sido resolvidos, mas que agora não havia tripulação disponível para voar. Por volta das 19:30, já havia notícias que havia a tripulação, mas que a aeronave agora estava com um problema nas poltronas da saída de emergência. Não se sabia mais o que era desculpa e o que era verdade e se era realmente seguro voar naquela aeronave. Por volta das 21h, supostamente resolvido o problema, começaram a embarcar os passageiros. Nós, que estávamos relocados no outro voo, frente à insegurança de ficar novamente no aeroporto e à possibilidade de embarcar imediatamente, conseguimos trocar de volta para o voo original e novamente embarcarmos.

Ao ver o avião parado na pista, já nos bateu o pânico de ver acontecer novamente tudo o que acontecera na noite anterior. Infelizmente, o receio se confirmou e, mais uma vez, fomos desembarcados, a aeronave supostamente teria um problema no sensor de calor da uma das turbinas. Ficamos mais de 1 hora dentro da aeronave, antes de desembarcar, o que foi suficiente para perdermos aquele outro voo que, naquele momento, já estava completamente lotado (somente uma pessoa ainda conseguiu embarcar naquele momento).

Os ânimos já estavam exaltados, tanto que quando descemos do avião, já havia reforço policial no portão. Desconfio que a demora em nos desembarcar se deu para que a polícia chegasse, já que as reações mais exaltadas já eram esperadas pela companhia. Pudera.

miamibrasileiros1544529jpg-3653677_p9

Desta vez, pelo menos, providenciaram de imediato os vouchers de hotel e alimentação, de modo que saímos do aeroporto perto da meia noite. De pronto, também nos relocaram em um novo voo, AA9247 e trocaram nosso cartão de embarque, orientando a voltar às 9h, pois sairíamos às 11h. Desta vez, pelo menos, conseguimos ver a confirmação do voo no Brasil, o que nos dava um pouco mais de segurança de que ele realmente iria ocorrer.

11800163_10204438505465978_5166952286345678264_nSomente neste momento recebemos retorno do Consulado Brasileiro, com o qual entramos em contato em busca de assistência. Uma resposta fria, seca e que demonstrava atenção quase zero ao nosso pleito. Naquele momento, tivemos a inocência de acreditar que o Consulado Brasileiro poderia nos dar algum tipo de assistência real, nem que fosse o de providenciar melhores alocações para as pessoas idosas, debilitadas e, por que não, gestantes presentes naquele grupo.

Nosso embarque iniciou naquele dia às 10:30, no avião, a tensão continuava à medida em que víamos que o voo não estava, de fato, pronto. Aguardavam o fornecimento de comida, aguardavam o carregamento das malas… No fim das contas, finalmente decolamos às 12h, pouco mais de 36h do horário previsto originalmente para o embarque e, graças a Deus e às orações de todos, chegamos bem e em segurança a Salvador.

Outras pessoas estavam ou continuaram ainda mais tempo neste martírio. Pessoas que haviam perdido conexões por atrasos da American Airlines e acabaram naquele voo. Pessoas que conseguiram ser relocadas para outras cidades do Brasil para pegar outra conexão para finalmente chegar em Salvador. Desejo que estas pessoas também já estejam nas suas casas neste momento e que jamais tenham que passar por isto de novo.

Todos sabemos que imprevistos acontecem e que é normal haver atrasos em voos por diversos motivos, mas o estresse do grupo, neste caso, foi gerado mais pelo descaso e maus tratos da companhia do que com o atraso em si. Não que um atraso de 36h seja aceitável, mas as condições a que todos forma submetidos neste período foi extremamente desgastante e desumana.

O que nos resta agora é buscar a reparação de danos por via judicial, mas uma prestação pecuniária jamais vai compensar todos os danos e humilhações sofridos por todos, sobretudo pra os dois bebezinhos em formação que estavam presentes naquele voo. Fica o alerta então para quem planeja suas próximas viagens, pois soubemos de muitos problemas parecidos ocorridos em outros voos da companhia. Com certeza é uma economia que não vale a pena.

Vejam notícias que foram divulgadas sobre o caso:

A Tarde – Brasileiros ficam retidos em Miami após problemas em avião

A Tarde – Brasileiros chegam a Salvador após 48h em aeroporto de Miami

A Tarde – Atraso em voo de Miami para Salvador gera multa do Procon

Bahia Notícias – Voo com destino a Salvador tem problema e brasileiros não deixam Miami há dois dias

Bom dia Brasil – Brasileiros ficam dois dias em aeroporto após cancelamento de voo

BA TV – Passageiros de voo Miami-Salvador reclamam de falta de informação após cancelamento

Jornal da Manhã – Cansaço e alívio marcam a chegada de baianos que aguardaram mais de 48h por voo em Miami

Bahia Meio Dia – Últimos passageiros de voo Miami-Salvador que foi cancelado chegam a capital após 48 horas

Bahia Meio Dia – Passageiros começam a chegar em Salvador após 48 horas de espera por voo em Miami

G1 – Passageiros de voo que atrasou em Miami embarcam; entenda os direitos

 

mari2

Por que comprar algo que não combina com você?

Olá meninas!

Eu já estava com saudades e queria compartilhar algo com vocês. É comum, na adolescência, termos um grupo de amigas com as quais compartilhamos nossos segredos, expectativas, amores e desamores. Com o passar do tempo, cada uma toma um rumo e os encontros tornam-se menos frequente, consequentemente mais prazerosos, pois a distância nos ajuda a perceber o quão valiosa é a lealdade e o amor de uma amiga. Principalmente quando ela leva algumas peças que comprou e nunca usou! Pena que calço 34…

Vocês devem está se perguntando “o que isso tem a ver com moda”? No primeiro momento, nada, mas tem a ver com estilo, tem a ver com a busca da identidade dentro do contexto “tendência de moda”. Dentre as opções que o mercado oferece o que tem a ver com você? Como se sente segura, com batom rosa seco, nude, vermelho ou, por que não, preto?! Usando sapatilha ou tênis? Ankle boots ou scarpin? Pérolas ou spikes? Renda ou couro? Jeans ou alfaiataria? Será mesmo possível encontrar uma identidade em guarda-roupa que apresente tanta mistura? Continuar lendo

Achados Fast Fashion + Um apelo

Olásss,

Final de semana chegando… Ê coisa boa! Anteontem fui doar sangue pela primeira vez (yay!) e aproveito pra fazer um apelo a todos: vamos doar sangue, minha gente, o carnaval vem aí e ele é mais necessário do que nunca!

71865_4363069358195_1537646388_n

Quem é de Salvador, aproveita que o Hemoba está com uma unidade móvel lá no Salvador Shopping, até o dia 31/01, das 9h às 17h! Bom, depois de doar, recebi a notícia de que não poderia dirigir por meia hora, então aproveitei e passei na C&A pra dar uma olhadinha (realmente não tinha tempo de passar em várias lojas)…

13-01-25_achados_01

A peça que mais me chamou a atenção foi este blazer. Ele é lindíssimo, com uma textura interessante no tecido, bem acabado e, acho, bem cortado. Não tinha meu tamanho, só menor ou maior do que eu, como este, o que foi até bom, senão não resistiria e, pensando bem, achei um pouco quente, então só acho interessante pra as meninas que trabalham em lugares mais frios… Outra coisa que adorei foi essa bermuda boyfriend. Vestiu muito bem e é muito bonita, quem gosta desse estilo de roupa, CORRE! Eu gosto mas estou falida das compras de Natal não estou podendo gastar muito…

13-01-25_achados_02

Este coletinho é um achado, está com preço promocional, é uma opção de terceira peça muito interessante pra quem mora em lugares quentes (hello, eu)… Sorry, mas esqueci de pegar o preço da calça, porque não tinha gostado muito e achei que não entraria no post, mas, vendo a foto, gostei mais… Ela é de linho, soltinha, confortável… Só é um tanto transparente pro meu gosto! Acho que era entre 70 e 90 reais, realmente não lembro…

Curtiram? As outras que vesti acabei não gostando quando cheguei em casa, mas a C&A está com uma tal “pré coleção”, com peças bem interessantes, bastante textura e cores sóbrias… Um dia passo lá com mais tempo…

Beijoss!

mari

Vamos às compras?

Olá garotas!

Estive em recesso, mas agora estou de volta, cheia de energia para começar 2013. Estamos no auge do verão, em contagem regressiva para o carnaval e a melhor parte,  período de LIQUIDAÇÃÃÃOOOO!! Todos os anúncios dizem que os preços estão “OFF”! Será?

Gente, eu não sei o que acontece com o nosso cérebro, porque ficamos histéricas quando ouvimos falar em promoção ou liquidação: a adrenalina sobe, dá uma euforia, uma inquietação, ficamos cegas e burras. Meninas, aí onde mora o perigo, fiquem atentas às dicas:Foto 01 sapatos

  • Nem sempre as peças que estão em promoção são a melhor opção, pense no custo x benefício;
  • Algumas promoções são falsas;
  • Veja se você realmente precisa do produto ofertado – exemplo, se você tem coleções de rasteirinhas, aproveite para comprar uma sapatilha ou até mesmo um bom tênis; se você tem várias sandálias de festa, talvez precise de uma bolsa ou uma sandália casual, tipo anabela;
  • Jamais compre um vestido de festa sem o uso programado – é possível que você vá a uma festa no decorrer do ano, mas você não terá certeza que o vestido servirá em você no dia do evento.
  • Jeans com muita lavagem ou customizados só valem a pena se você tem um estilo próprio de usar jeans, do contrário, previra os tradicionais;
  • Invista em blusinhas de malha. Como usamos muito durante o ano, elas desbotam com mais rapidez, por isso vale o investimento;
  • Jamais compre uma legging branca, não entendo porque ainda confeccionam essa peça em cor branca;Foto blusas 01
  • Antes de ir às compras, arrume o armário, para verificar o que você deixou de usar durante o ano, ou que  “só usou” durante o ano, aposto que tem coisas que você comprou e nunca usou… Faça uma repaginada com novas combinações, essas coisas gastam tempo, mas é divertido, você vai gostar da experiência;
  • Dê uma olhada nas gavetas de lingeries, de repente são elas que precisam de socorro – se necessário, compre um modelador, você vai adorar o efeito!
  • Cuidados com as roupas de modinha de novela, lembre sempre da mensagem que a personagem que usa quer passar, o figurino foi criado para reforçar a imagem da personagem e não da atriz!
  • Óculos com lentes espelhadas só servem para uso a beira mar, a menos que você tenha intenção de criar um estilo próprio – aí, gata, você precisa de muita atitude!!!!
  • As roupas e sapatos com pegada FLUO são a cara do verão, se comprou, aproveite o momento, porque elas estão com os dias contados;
  • Se você é do tipo que compra roupa de inverno no verão, evite modelos extravagantes;
  • Se você está com o armário abarrotado de coisas, pense em comprar peças de maior valor, uma boa bolsa, um blazer de bom corte, uma calça de alfaiataria, uma camisa branca de bom caimento, algo assim. Quem sabe não é o momento de investir em uma jóia? Não há nada mais elegante que ornar-se com um belo par de brincos de brilhantes!
  • Eu escolhi alguma peças para exemplificar o que estou relatando, o que marquei com um “X”, entenda como peças que chamam a atenção e que nem sempre são fáceis de usar;
  • No mais, lembre-se que, se você compro tudo a 70% ou 80% OFF e não deu conta de pagar toda fatura do cartão de crédito, tudo foi por água a baixo. Se esforce para quitar a fatura no próximo mês!

Boas compras e um 2013 belíssimo!

Brande beijo,

vanianota

Comprinhas Coastal Scents

Mal falei sobre não sair comprando e vem um post consumista!! Shame on me!!

13_01_04_compras_coastal_scents_02

No dia 26/11 do ano passado, eu recebi um e-mail marketing da Coastal Scents anunciando desconto de 50% de desconto em TODOS os produtos. Não resisti…

13_01_04_compras_coastal_scents_03

Comprei estes pigmentos, quase todos em sample size, porque a gente usa tão pouco destes produtos que nem sei se vale a pena comprar em tamanho regular e, assim, também dá pra testar várias cores e ver se gosta… Os que comprei foram:

  1. Paradise Mica Powder Set (vem com 10 cores, sample) = $5.83
  2. Molten Silver (full size) = $2.48
  3. Reflecks Truly Turquoise (sample) = $2.48
  4. Duocrome Blue-Green (PERFEITO, sample) = $0.50
  5. Ultra Shimmer (sample) = $0.50
  6. Interfine Pearl Violet (sample) = $0.50
  7. Illusion Luxury Gold (sample) = $1.75
  8. Blackstar Green (sample) = $0.50
  9. Antique Red (sample) = $0.50

Todos vêm com o indicativo de onde podem ser usados: olhos, face, lábios e/ou unhas. A embalagem é podrinha, mas dá pro gasto. Provavelmente vou comprar potinhos, só pra transportar com mais segurança, achei a quantidade ótima, a maior parte provavelmente demorará uma vida pra acabar!

13_01_04_compras_coastal_scents_04

  1. 10 Blush Palette = $7.98
  2. Classic Liner Angle Small Natural = $0.98
  3. Classic Liner Angle Medium Natural = $0.98
  4. Classic Brown Synthetic = $1.98
  5. Classic Shadow Medium Synthetic = $1.25
  6. Classic Angled Kaduki Stick Synthetic = $6.48
  7. Destiny Kabuki On A Stick = $1.98

Pedi essa paletinha porque sentia falta de algumas cores de blush e acho que foi uma excelente aquisição! Os pincéis vieram nesse saquinho tradicional da loja, que eu gosto de usar pra setorizar os produtos na necessaire de viagem… Eu gosto muito de quase todos os pincéis da Coastal e desta vez não foi diferente! A qualidade é muito boa e o custo-benefício é excelente!

13_01_04_compras_coastal_scents_05

Por último, teve o Fine Line Collection, este kit com 4 lápis para lábios, 4 lápis-sombras e apontador, por $7.48. Sempre mandam um brindezinho nas compras da Coastal Scents e, dessa vez, veio esta paletinha de sombras, com uma combinação surpreendentemente bonita de sombras!

Gostei muito das minhas comprinhas. No total, paguei $61.57, por este MONTE de produtos, mais frete (escolhi a opção mais barata, sem rastreio)! Fiquei muito satisfeita, recebi em 39 dias, excelente para uma compra internacional em pleno mês de dezembro. É a terceira vez que compro na loja e nunca tive problemas, então, fica a dica pra quem quer aproveitar:

www.coastalscents.com

Agora me digam: querem swatches, resenhas? De que produtos?

Deixem nos comentários!

Beijoss

mari