Batalha dos lipbalms!

Eu sou apaixonada por lipbalms! Como respiro principalmente pela boca (sou asmática), meus lábios estão sempre ressecados e, mesmo numa cidade úmida como Salvador, muitas vezes chegam a se partir! Por isso, cada canto da minha casa (carro, bolsa etc) há um lipbalm, vamos conhecer os que tenho por aqui?!

13_04_09_lipbalm_01

Vamos lá? Continuar lendo

Comparando: lápis preto

Como eu postei aqui, um dos produtos que recebi na Glambox de março foi o lápis Kohl Kajal Eyeliner da Jordane e eu estava querendo fazer logo a resenha dele, porque não resisto a um lápis… Resolvi, então, fazer um post comparando-o aos outros lápis que tenho aqui…

13_04_03_lapis_preto_01

  1. Natura Una Lápis de Longa Duração – já fiz resenha aqui, mas inclui a título de comparacão. Ele vem com 1,2g e custa cerca de R$35,00
  2. Bourjois Contour Clubbing Waterproof – Ele era meu preferido, por ser bem preto e durar MUITO! Comprei baratinho no exterior, aqui vi na internet por cerca de R$30,00, com 1,2g
  3. NYC Eyeliner Duet – não sei onde encontrar este produto no Brasil. Uma amiga comprou fora pra mim, custou cerca de US$10.00, vem com duas pontas, uma preta outra dourada, num total de 1,4g
  4. Jordana Kohl Kajal Eyeliner – vem com 1,2g, apesar de ser bem maior que os outros, custa cerca de R$12,00

Vamos aos testes:

Continuar lendo

No páreo: Band-Aid Friction Block e Gel Protetor de Calos da Granado

Passei meses desejando esse produtinho da Band-Aid. Na blogosfera, diziam que ele aliviava até as dores no peito do pé depois de horas com salto. Puro exagero, mas sua função já é mais que suficiente pra apaixonar…

13_01_01_compara_friction_block_x_gel_protetor_calos_01Bom, basicamente, trata-se de um produto emoliente, que serve pra evitar calos pelo atrito com o sapato. Passo ele antes de usar algum sapato que incomode, no lugar onde geralmente formam-se calos e ele evita que isso aconteça. Vale lembrar que ele não funciona se já houver um calo no local, ou seja, é um produto preventivo, tem que passar antes de usar o sapato… De qualquer forma, o fato é que o negocinho funciona MUITO BEM!! Realmente, não melhora a dor no peito do pé, como algumas blogueiras falaram, sequer pode ser usado dessa forma, porque escorrega bastante…

13_01_01_compara_friction_block_x_gel_protetor_calos_02

13_01_01_compara_friction_block_x_gel_protetor_calos_03O grande ponto negativo desse produto é que ele não é encontrado no Brasil e, quando é, custa um absurdo! Então fiquei super feliz quando conheci este protetor de calos da Granado, pois o princípio é o mesmo do Friction Block. A apresentação dele é diferente: trata-se de um gelzinho em bisnaga e já perdeu pontos por ter que sujar a mão pra usar…

13_01_01_compara_friction_block_x_gel_protetor_calos_04

13_01_01_compara_friction_block_x_gel_protetor_calos_05Além disso, apesar de deixar o local bem melecado, não funciona nem um décimo do que funciona do Friction Block. Eu usei umas três vezes, com três sapatos diferentes e em nenhuma das vezes ele evitou a formação de calos. Shame on you, Granado!!

Resultado: o Friction Block continua no meu coração e na minha listinha de compras pra quando algum conhecido vai pro exterior…

P.S: Comprei um genérico na Europa que funciona muito bem também, mas infelizmente não lembro o nome e não tenho mais a embalagem… =(

Beijossss

mari

Resenha: batom Really Red, Mary Kay

Olás!!

Meninas, eu já estava doente por este batom, de tanto ouvir minhas amiguinhas consultoras comentarem, quando, finalmente, fiz o meu pedido e chegou meu queridinho:

12_12_25_batom_reallyred_MK_02

Corri pra testar e comparar com o meu amado (Salve, salve!) Russian Red, da MAC e, vou ser sincera: ele me surpreendeu MUITO!

Vou começar falando dele, né? Foi lançado em edição limitada, mas acabou ficando no catálogo regular. Trata-se de uma proposta de vermelho puro universal, com um subtom cereja que agrada a muitas. Custa R$32,00. A embalagem é essa coisa de linda da Mary Kay, super resistente e chique.

12_12_25_batom_reallyred_MK_03

Trata-se de um batom vermelho com fundo cereja, bem intenso, com acabamento semi-mate, ou seja, fica molhadinho, mas depois de um tempo fica sequinho na boca!

12_12_25_batom_reallyred_MK_07

Às 9h e às 13h

Testei a durabilidade ontem. Passei ele e manhã, pra sair, tomei café (mas não valeu porque foi de canudinho), sai, falei bastante e tomei bastante água durante o dia, notei que ele não transfere muito no copo, o que eu acho ótimo (odeio deixar manchas de batom). Na hora do almoço, comi sushi, ou seja, nada muito gorduroso (nada de hot roll) e, logo depois, tirei essa segunda foto: o batom estava perfeito! Ficou assim até mais ou menos as 15h, quando eu teria retocado e seguido tranquila meu dia, mas eu tinha pilates e não quis ir de vermelhão pra a academia… hehehe

NOTA: 9,2

  • Textura: 8,0 = bom, espalha e absorve bem;
  • Pigmentação/cobertura: 10,0 = altíssima cobertura/pigmentação;
  • Fixação: 10,0 = mais de 6 horas;
  • Preço: 8,0 = acessível;
  • Apresentação/embalagem: 10,0 = linda, materiais de qualidade e/ou design inovador.

Como achei muito parecido com o Russian Red, da MAC, resolvi fazer um teste comparativo:

12_12_25_batom_reallyred_MK_04

Na bala parecem idênticos. A embalagem de ambos é muito boa, sem diferença em relação à qualidade. A da Mary Kay é mais pesadinha, parece ser melhor, mas acho que isso é só impressão…

12_12_25_batom_reallyred_MK_05

Aplicado no braço, notei que o Russian Red tem um subtom mais azulado e é um tico mais escuro, além de ter um acabamento mais sequinho. Na hora de aplicar, achei que o Really Red mancha um pouco, tornando sua aplicação mais difícil…

12_12_25_batom_reallyred_MK_06

Na boca o Russian Red parece ser mais fechado, mas o efeito é O MESMO, meninas!! Aproveitando o ensejo, resolvi dar minha nota ao Russian Red também:

NOTA: 8,4

  • Textura: 8,0 = bom, espalha e absorve bem;
  • Pigmentação/cobertura: 10,0 = altíssima cobertura/pigmentação;
  • Fixação: 8,0 = de 4 a 6 horas;
  • Preço: 6,0 = preço de mercado;
  • Apresentação/embalagem: 10,0 = linda, materiais de qualidade e/ou design inovador.

OBS: Entenda os critérios de avaliação aqui.

O Russian Red era o meu vermelho da vida, mas agora que achei um mais acessível e mais barato, aqui que meu amado vai acabar perdendo seu posto… Se você ainda tem medo do vermelhão, veja este post e perca este medo AGORA!!

ONDE COMPRAR: Se você mora em Salvador ou Região Metropolitana, pode enviar seus contatos pra mari@marisanta.com e marcamos uma visita, quem mora em outras cidades pode encontrar uma consultora no site da Mary Kay.

Beijos!

mari

Comparando: os tais óleos de argan…

Às vezes fico com medo de estar meio batido, mas nas últimas semanas chegaram a mim dúvidas sobre o tal óleo de argan. Grande parte delas por conta do preço alto do produto (mesmo das versões mais genéricas) e se o preço realmente valeria a pena…

Conheci o óleo de argan através dessa máscara da Moroccanoil. Eu queria saber se realmente fazia os milagres que o povo alardeava, mas achava muito dinheiro pra se pagar num óleo. Na minha cabeça, a máscara seria mais versátil e não tinha muito como dar errado. Além disso, reparador de pontas, silicone ou coisas afins não faziam parte da minha rotina, então, deixei pra lá… O óleo de argan é extraido da Argania, que é uma árvore que cresce do deserto do sudoeste do Marrocos e possui diversos usos, sendo o mais famosos deles no tratamento e nutrição dos cabelos…

Meses depois de comprar a máscara, recebi este óleo da Yenzah na minha Glossybox e começou minha história com os óleos de Argan. Vamos aos que tenho:

Óleo de Argan, Yenzah – eu adoro essa marca, desde que comprei uns produtos dela em SP. Fiquei feliz em ver que finalmente tão vendendo os produtos aqui em Salvador, porque comprar pela internet estava ficando caro… A embalagem tem 60ml, custa R$59,90.
Óleo de Argan, Moroccanoil – depois de experimentar o óleo da Yenzah, tomei coragem e comprei a Moroccanoil. Comprei numa viagem, então paguei cerca de US$50.00, mas aqui no Brasil ele chega a custar R$200,00 esta embalagem, que tem 100ml.

Como elas são bem parecidas, resolvi falar de ambas de uma vez:

A textura das duas é bem parecida, mas o Moroccanoil é menos fluido, e bem mais cheiroso. No quesito hidratação, achei bem parecidos. Eu uso os dois no cabelo seco, comecei a sentir os resultados depois de usar o Yenzah umas 5 vezes, enquanto que, com o Moroccanoil, senti os fios mais macios depois de usar umas 2 vezes só. Entendam que, no nível de maciez, os resultados foram idênticos, mas o Yenzah demorou mais pra mostrar os resultados, o que não considero uma falha muito grande… Gente, este negócio RENDE!! Usando uns 8 meses, o da Yenzah sequer chegou à metade (isso porque dei um pouco pra minha prima), então o da Moroccanoil vai ficar ainda pra a herança de minha tataraneta! Acho que não tem necessidade nenhuma de pagar o preço da Moroccanoil. Eu já estava bem satisfeita com a da Yenzah e só comprei a outra, sinceramente, porque o preço lá fora é bem menor…

NOTA (Yenzah): 9.0 (perdeu um pontinho por ser menos eficiente, ainda que eficaz)

NOTA (Moroccanoil): 9.0 (perdeu um pontinho pelo preço)

OBS: Só indiquei a loja (no link dos produtos) porque já comprei lá e nunca tive problemas, mas não posso garantir que não terão, ok?! =)

OBS (2): Não coloquei fotos do meu cabelo por dois motivos: não tirei fotos do antes, então não daria pra comparar e meu cabelo é cacheado, então não fica aquele brilho hidratado do cabelo liso, eu só sinto a maciez pegando mesmo…

Beijos!